Saravá - 2016

Projeto contemplado com o Prêmio Eris Maximiano Edital das Artes, promovido pela Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), AL. Produção: Keka Rabelo.

O espetáculo é encenado pelos intérpretes criadores Denis Angola (que também faz a direção artística), Allexandrëa Constantino e Jailton Oliveira, e conta ainda com a participação do músico Izaias Chico. Os dançarinos representam a arte encontrada a partir dos movimentos do orixá Oxumaré. A montagem é baseada na religião matriz africana e apresenta também elementos da cultura indígena, fazendo uma fusão de simbologias a partir da dramaturgia corporal.

Saravá foi selecionado contemplado com em 2016 com o prêmio Eris Maximiano da Fundação Municipal de Ação Cultural de Maceió. A partir daí, foram realizadas pesquisas sobre a cultura  negra e indígena e oficinas de dança até se chegar à montagem do espetáculo. A estreia e circulação de Saravá são a terceira e última etapa do projeto.

 “O espetáculo surgiu da necessidade de falar da temática afro, de apresentar uma dança mais contemporânea. Foi uma surpresa ser selecionado no edital do Teatro Deodoro é o Maior Barato porque Saravá não estava pronto. A partir daí, começamos a montagem, oficinas, ensaios... O edital deu uma abertura muito boa porque nos dá toda a estrutura e é um momento especial pelo próprio teatro, que tem muita história com as artes. É a primeira vez que me apresento no Teatro Deodoro, é um marco”, finalizou o diretor e intérprete criador Denis Angola.

2016.3